Page Nav

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}


 

Destaques:

latest

Classic Header

Secretário de Economia André Clemente coloca as contas do GDF no azul e destaca que 2021 será repleto de obras

Por conta do seu trabalho à frente da secretaria, André Clemente recebeu o Prêmio Melhores do Ano 2020 do Blog do PAULO MELO, conferido a pe...



Por conta do seu trabalho à frente da secretaria, André Clemente recebeu o Prêmio Melhores do Ano 2020 do Blog do PAULO MELO, conferido a personalidades que se destacaram pelos serviços prestados a Brasília e ao Brasil durante o ano de 2020



O Secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, desempenhou no ano de 2020 um excelente trabalho à frente da pasta da Fazenda. "As contas do governo fecharam no azul e 2021 será repleto de obras", destacou.

Mesmo diante da pandemia e da grave crise financeira, o secretário de Economia do DF conseguiu vencer todos os obstáculos e garantiu: 'as contas fecharam em superávit de R$ 217,5 milhões'. André destacou o excelente trabalho dos servidores públicos nesta pandemia. "Mesmo em home office, os serviços públicos prioritários do GDF não pararam. Já disse isso e reafirmo: O oxigênio da máquina pública são os servidores", enfatizou.

Além disso, André teceu muitos elogios ao Governador Ibaneis Rocha. "A gestão está saindo maior e melhor dessa crise em todas essas áreas". "Juntamente com sua equipe econômica, foi realizado uma série de ações com tendência a criar um ambiente de desenvolvimento econômico que incentiva as empresas a virem para Brasília", garantiu o secretário.

Clemente destacou ainda o que será a sua prioridade para o ano de 2021. "Para 2021, vamos trabalhar ainda mais para melhorar esse resultado, buscar novas fontes de investimento e dar continuidade às obras que estão em andamento". "Desenvolvimento econômico e crescimento econômico com qualidade de vida, não é só riqueza", afirmou.

O secretário ainda lembrou que o melhor programa social para uma cidade depois das obras é o emprego. "As grandes obras estavam paradas no Distrito Federal, e nós recuperamos como forma não só de melhorar a infraestrutura, mas também de gerar emprego e renda", finalizou.

De acordo com André Clemente, com o leilão da CEB Distribuição, que conseguiu um ágio de mais de 76% sobre o valor inicial, alcançando R$ 2,515 bilhões, o GDF garante um caixa robusto para investimentos na cidade.

Outro ponto positivo é em relação ao Programa de Incentivo à Regularização Fiscal (Refis 2020), que, ao renegociar a dívida de 34.490 brasilienses e de 8.681 empresas, recuperou R$ 2,081 bilhões para os cofres públicos.

Os números positivos, segundo a Secretaria de Economia, surpreendem em um ano que, não só o Distrito Federal, mas todas as unidades federativas promoveram mudanças emergenciais nas previsões orçamentárias por causa da pandemia do novo coronavírus.

Nenhum comentário

Obrigado por contribuir com seu comentário! Ficamos felizes por ser nosso leitor! Seja muito bem vindo! Acompanhe sempre as nossas notícias! A equipe Tribuna do Brasil agradece!