Page Nav

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Destaques:

latest

Classic Header

ESTADOS | ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS - AGORA É LEI: Gastos públicos deverão ser apresentados publicamente nos meios de comunicação.

  Prefeito de Águas Lindas de Goiás sanciona lei sobre publicidade dos gastos com anúncios da administração pública. O prefeito de Águas Lin...

 Prefeito de Águas Lindas de Goiás sanciona lei sobre publicidade dos gastos com anúncios da administração pública.


O prefeito de Águas Lindas de Goiás, Dr. Lucas Antonietti, sancionou em 04 de outubro sem vetos, a lei inédita em todo o estado de Goiás de Nº 1.511/2021 que obriga dar publicidade ao valor gasto em anúncios publicitários realizados pelo município, incluindo os órgãos da administração direta e indireta e também do poder legislativo. O projeto que deu origem a nova legislação foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Vereadores.

Origem do Projeto de Lei


Essa iniciativa faz parte de uma promessa de campanha feita pelo Vereador André Cavalcante (PODE), em conformidade com os princípios que nortearam toda a campanha eleitoral de 2020, coadunando com os propósitos do chefe do executivo, O prefeito Dr. Lucas Antonietti que sempre prezou pela publicidade de todos os atos da gestão municipal, e que agora se confirmam em lei municipal aprovada e sancionada.

O Secretário de Comunicação Marcos Alexandre Peixoto esteve com o Vereador André Cavalcante para se inteirar sobre a forma correta da execução da lei por parte de toda a equipe de produção no ato da confecção das peças publicitárias.

A Lei Nº 1.511/2021 é inédita em todo os estado de Goiás, tornando Águas Lindas de Goiás o primeiro município com legislação que verse sobre a total transparência dos gastos públicos, a medida visa demonstrar à população que o trabalho para o combate e prevenção da corrupção é uma promessa cumprida, e com ela a fiscalização do uso indevido de recursos públicos continua sendo prioridade da atual legislatura. Para fazer cumprir a lei na íntegra a Secretaria de Comunicação, órgão responsável por toda publicidade municipal desempenha um importante papel, ficando a cargo de dar total visibilidade e publicidade dos valores na produção das peças e campanhas institucionais.

O que é considerado propaganda para efeito da lei


Para efeitos desta Lei, considera-se propaganda ou publicidade toda a ação de comunicação destinada a divulgar e a promover atos, ações, ideias, projetos, programas, serviços, obras, realizações e produtos da Administração Pública Municipal Direta e Indireta, observado o disposto no § 1º do Art. 37 da Constituição Federal.

O Vereador André Cavalcante recebeu apoio e orientação sobre o projeto de lei através do Deputado estadual de São Paulo Heni Ozi Cukier (NOVO), que é cientista político, professor e palestrante. Formou-se nos Estados Unidos em Filosofia e Ciências Políticas e é mestre em International Peace and Conflict Resolution pela American University, em Washington DC.

Outras cidades como a capital de Santa Catarina, Florianópolis, em 2017, também promulgou a Lei nº 10.199, que dispõe sobre a divulgação dos valores pagos em publicidade pela Prefeitura Municipal.

Outro exemplo de sucesso, trata-se da Lei Municipal de Porto Alegre/RS nº 12.302/ 2017 que dispõe sobre peças e anúncios publicitários de órgãos e entidades dos Poderes Legislativo e Executivo Municipais, bem como de prestadores de serviços públicos.

O Vereador André Cavalcante recebeu apoio e orientação sobre o projeto de lei através do Deputado estadual de São Paulo Heni Ozi Cukier (NOVO), que é cientista político, professor e palestrante. Formou-se nos Estados Unidos em Filosofia e Ciências Políticas e é mestre em International Peace and Conflict Resolution pela American University, em Washington DC.

Outras cidades como a capital de Santa Catarina, Florianópolis, em 2017, também promulgou a Lei nº 10.199, que dispõe sobre a divulgação dos valores pagos em publicidade pela Prefeitura Municipal.

Outro exemplo de sucesso, trata-se da Lei Municipal de Porto Alegre/RS nº 12.302/ 2017 que dispõe sobre peças e anúncios publicitários de órgãos e entidades dos Poderes Legislativo e Executivo Municipais, bem como de prestadores de serviços públicos.

De acordo com o projeto de lei, a obrigação valerá para todas as peças publicitárias institucionais, que incluem propagandas, programas, atos, obras, comunicados de utilidade pública, campanhas institucionais e matérias realizadas pelas agências de publicidade e quais outros veículos de mídia, como blogs, jornais, revistas, rádio e tv, que forem contratadas por meio de processo licitatório ou não, que recebam doações e outros recursos.

Como será feita o controle dos valores

Além de informar sobre o custo, toda ação de comunicação, a título de propaganda e de publicidade, institucional ou de unidade, da administração Pública Municipal Direta e Indireta, deverá trazer inserido no respectivo anúncio o valor total gasto com produção e divulgação, sem qualquer custo adicional ao anunciante, bem como a inserção de que esta informação é prestada de acordo com esta Lei Municipal. O projeto determina que as peças publicitárias devem trazer também o número da lei e a quantidade de exemplares ou de inserções, no caso de veiculação impressa ou impressões de material gráfico. Essas informações deverão ser incluídas de modo a possibilitar a perfeita compreensão pelo público.

Anúncios Visuais ou Audiovisuais

Em sendo anúncio publicitário visual ou audiovisual, a inserção deverá constar, preferencialmente, no canto inferior direito da peça publicitária, com formação de fácil leitura e compreensão, durante toda a sua exibição.

No caso de anúncios publicitários veiculados somente em formato de áudio, seja através da radiodifusão ou outro suporte, a inserção deverá obrigatoriamente ocorrer no final da peça publicitária, em locução clara, direta e objetiva, de fácil entendimento.

Importante lembrar que sempre que o anúncio publicitário permitir tiragens, o total destas deve igualmente constar das informações prestadas, junto à inserção referente ao valor total gasto.

Após a sanção do chefe do executivo, Prefeito Dr. Lucas Antonietti na quinta-feira (4) e publicada no Diário Oficial de Águas Lindas de Goiás, a lei já entrou em vigor na data da sua publicação.

FONTE: SECOM PREFEITURA ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS | EDIÇÃO: REDAÇÃO GRUPO M4

UMA MARCA DO GRUPO   PRODUÇÕES COMUNICAÇÃO E MÍDIA

*CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK, SIGA-NOS NO INSTAGRAM E TWITTER, COMPARTILHE AS NOSSAS PUBLICAÇÕES*

*Instagram* - https://www.instagram.com/tribunadobrasil/

*Facebook* - https://web.facebook.com/tribunadobrasil.tbr/

*Twitter* - https://twitter.com/tribunabrasilBR

*e-Mail*: grupoM4.contato@gmail.com

#brasil #brasilia #riodejaneiro #saopaulo #ceara #bahia #minasgerais #riograndedosul #riograndedonorte #santacatarina #jornalista #andersonmiranda #noticias #grupom4 #comunicacao #producao #publicidade #tribunadobrasil #tribunadodf #alobrasilia #daquidf #eixonacional #deputadosesenadores #prefeitosevereadores #entendercondominio #folhadodf #informaconcurso #jknoticias #jornaldoentorno #maisaguasclaras #opasquimdobrasil #pautanacional  #consultarimoveis #jornalismo 

Nenhum comentário

Obrigado por contribuir com seu comentário! Ficamos felizes por ser nosso leitor! Seja muito bem vindo! Acompanhe sempre as nossas notícias! A equipe Tribuna do Brasil agradece!