Page Nav

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}


 

Destaques:

latest

Classic Header

DISTRITO FEDERAL | GESTÃO PÚBLICA - Avançam obras da Rota de Segurança no Setor de Inflamáveis

Em visita ao local, governador pôde acompanhar de perto os trabalhos, que, com recursos de R$ 12 milhões, vão gerar dezenas de empregos. Ser...

Em visita ao local, governador pôde acompanhar de perto os trabalhos, que, com recursos de R$ 12 milhões, vão gerar dezenas de empregos.

Serviços de drenagem de águas pluviais prosseguem; lagoa de captação está sendo finalizada | Foto: Divulgação/Ascom SIA

Acompanhado pelo secretário de Governo, José Humberto Pires, o governador Ibaneis Rocha visitou, na manhã desta sexta (29), as obras de drenagem de águas pluviais na Rota de Segurança, no Setor de Inflamáveis. Também participaram da visita o subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras, Ricardo Cardoso; a coordenadora do Polo Central 2, Vânia Gurgel, e a administradora do SIA, Luana Machado.

A construção de uma nova via de ligação do Setor de Inflamáveis com a marginal da Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG) é essencial para garantir a segurança do local. Com recursos de R$ 12 milhões da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) e previsão de dezenas de empregos gerados, as obras avançam dia a dia. "Está sendo finalizada a lagoa de captação", explicou Ricardo Cardoso.

"A Rota de Fuga é um lugar estratégico e que deve garantir segurança no caso de um incidente no Setor de Inflamáveis, onde estão, por exemplo, pontos de armazenamento e redistribuição de combustível", explica o presidente da Terracap, Izidio Santos. A administradora do SIA reforça: "Esta obra vai desafogar o trânsito e facilitar o tráfego dos caminhões".

Estão sendo construídas duas saídas do setor para os casos de emergência, em continuidade das vias já existentes (IN-1 e IN-2), seguindo paralelamente a via férrea até o Conjunto Lucio Costa – ponto a partir do qual os acessos se incorporam à via marginal da EPTG. Cada uma das duas novas vias terá duas faixas de rolamento (mão dupla), com sete metros de largura, calçadas e ciclovia, numa extensão total de 3,7 km.

De acordo com a Petrobras, mais de 8 bilhões de litros de gasolina e diesel são recebidos, armazenados e distribuídos no local, razão pela qual um incêndio poderia acarretar consequências graves para regiões próximas, como Cidade Estrutural, Cidade do Automóvel, Cruzeiro, Octogonal, Lúcio Costa, Guará e Vicente Pires.

Também faz parte das obras da Rota de Fuga a realocação da rede elétrica – operação que, segundo a Terracap, além de manter a infraestrutura básica de iluminação, vai contribuir com a segurança dos comerciantes e usuários do SIA. A empresa contratada terá o prazo de três meses para executar as ações, conforme padrão estabelecido pelas normas técnicas da Companhia Energética de Brasília (CEB).


REDAÇÃO TRIBUNA DO BRASIL

Uma marca do Grupo

Nenhum comentário

Obrigado por contribuir com seu comentário! Ficamos felizes por ser nosso leitor! Seja muito bem vindo! Acompanhe sempre as nossas notícias! A equipe Tribuna do Brasil agradece!