Page Nav

HIDE

Latest Posts

TRUE
{fbt_classic_header}

DISPONÍVEL

Últimas Notícias:

latest

Scalercio Imobiliária

TBR | Confrontações do Ocidente contra a Rússia é uma ameaça à existencia da humanidade, diz Dmitry Medvedev

EUA ‘ameaçam a existência da humanidade’ ao confrontarem a Rússia, diz Medvedev "A ideia de punir um país que tem um dos maiores potenc...

EUA ‘ameaçam a existência da humanidade’ ao confrontarem a Rússia, diz Medvedev
"A ideia de punir um país que tem um dos maiores potenciais nucleares é absurda", de acordo com o ex-presidente russo

“A ideia de punir um país que tem um dos maiores potenciais nucleares é absurda”. A afirmação, em tom de ameaça, foi feita pelo ex-presidente da Rússia Dmitry Medvedev e endereçada aos Estados Unidos. Ele se manifestou na quarta-feira (6) através do aplicativo de mensagens Telegram, de acordo com a agência catari Al Jazeera.

O ex-ocupante do Kremlin, atualmente vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, afirmou que a atitude norte-americana de confrontar Moscou “potencialmente representa uma ameaça à existência da humanidade“, sugerindo que seu país poderia recorrer ao arsenal nuclear para contra-atacar.

Dmitry Medvedev, ex-presidente da Rússia (Foto: Wikimedia Commons)

Desde o início da guerra, os EUA e a União Europeia (UE) impuseram duras sanções à Rússia, no intuito de sufocar a economia do país e tentar, assim, secar a fonte de renda das forças armadas. Também lideram iniciativas para investigar e armazenar provas de abusos que tenham sido cometidos pelas tropas russas no conflito.

O presidente norte-americano Joe Biden chegou a chamar o homólogo russo Vladimir Putin de criminoso de guerra” e afirmou que as ações de Moscou em território ucraniano configuram genocídio.

Medvedev contestou tais medidas, classificando-as como fúteis. Nas palavras do ex-presidente russo, que ocupou o cargo entre 2008 e 2012, Washington tenta “julgar os outros enquanto permanece imune a qualquer julgamento”.

“Toda a história dos EUA, desde os tempos de subjugação da população nativa, representa uma série de guerras sangrentas”, disse Medvedev, citando os ataques nucleares a Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial e a Guerra do Vietnã.

“Alguém foi responsabilizado por esses crimes? Que tribunal condenou o mar de sangue derramado pelos EUA lá?”, questionou o russo.

O massacre de Bucha

A iniciativa ocidental de buscar punições às tropas russas e a Putin por crimes de guerra se fortaleceu depois que os corpos de dezenas de pessoas foram encontrados nas ruas de Bucha, quando as tropas locais reconquistaram a cidade três dias após a retirada do exército russo. As imagens dos mortos foram divulgadas pela primeira vez no dia 2 de abril, por agências de notícias, e chocaram o mundo.

As fotos mostram pessoas mortas com as mãos amarradas atrás do corpo, um indício de execução. Outros corpos aparecem parcialmente enterrados, com algumas partes à mostra. Há também muitos corpos em valas comuns. Nenhum dos mortos usava uniforme militar, sugerindo que as vítimas são civis.

“O massacre de Bucha prova que o ódio russo aos ucranianos está além de qualquer coisa que a Europa tenha visto desde a Segunda Guerra Mundial”, disse o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, em sua conta no Twitter.

Civis mortos nas ruas de Bucha cidade ucraniana (Foto: reprodução/Twitter)

Moscou, por sua vez, nega as acusações. Através do aplicativo russo de mensagens Telegram, o Ministério da Defesa russo disse que, “durante o tempo em que a cidade esteve sob o controle das forças armadas russas, nenhum morador local sofreu qualquer ação violenta”. O texto classifica as denúncias como “outra farsa, uma produção encenada e provocação do regime de Kiev para a mídia ocidental, como foi o caso em Mariupol com a maternidade“.

Entretanto, imagens de satélite da empresa especializada Maxar Technologies derrubam o argumento da Rússia. O jornal The New York Times realizou uma investigação com base nessas imagens e constatou que objetos de tamanho compatível com um corpo humano aparecem na rua Yablonska entre 9 e 11 de março. Eles estão exatamente nas mesmas posições em que foram descobertos os corpos quando da chegada das tropas ucranianas, conforme vídeo feito por um residente da cidade em 1º de abril.

Mais recentemente, Kiev alegou que apenas em Mariupol, que tem sido o principal alvo das tropas russas, foram encontrados ao menos 20 mil corpos de civis mortos. E acusa os soldados russos de depositarem cerca de nove mil cadáveres em valas comuns em Manhush, uma vila próxima à cidade portuária. Ao levar os corpos para outra localidade, o objetivo das tropas de Moscou seria esconder as evidências de crimes.

Vadym Boychenko, prefeito de Mariupol, comparou a descoberta ao massacre de Babi Yar, um fuzilamento em massa comandado nas proximidades de Kiev pelos nazistas em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial. Os corpos de cerca de 33 mil pessoas, essencialmente judeus, foram encontrados em valas comuns na ocasião.

“O maior crime de guerra do século 21 foi cometido em Mariupol. Este é o novo Babi Yar. Então, Hitler matou judeus, ciganos e eslavos. Agora, Putin está destruindo os ucranianos”, disse Boychenko. “Precisamos fazer tudo o que pudermos para impedir o genocídio”.
Os mortos de Putin

Desde que assumiu o poder na Rússia, em 1999, o presidente Vladimir Putin esteve envolvido, direta ou indiretamente, ou é forte suspeito de ter relação com inúmeros eventos, que levaram a dezenas de milhares de mortes. A lista de vítimas do líder russo tem soldados, civis, dissidentes e até crianças. E vai aumentar bastante com a guerra que ele provocou na Ucrânia.

Na conta dos mortos de Putin entram a guerra devastadora na região do Cáucaso, ações fatais de suas forças especiais que resultaram em baixas civis até dentro do território russo, a queda suspeita de um avião comercial e, em 2022, a invasão à Ucrânia que colocou o mundo em alerta.

FONTE: AREFERENCIA.COM | EDIÇÃO: REDAÇÃO GRUPO M4

UMA MARCA DO GRUPO

*CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK, SIGA-NOS NO INSTAGRAM E TWITTER, COMPARTILHE AS NOSSAS PUBLICAÇÕES*

*Instagram* - https://www.instagram.com/tribunadobrasil/

*Facebook* - https://web.facebook.com/tribunadobrasil.BR/

*Twitter* - https://twitter.com/tribunabrasilBR

*e-Mail*: grupoM4.contato@gmail.com

#brasil #brasilia #riodejaneiro #saopaulo #ceara #bahia #minasgerais #riograndedosul #riograndedonorte #santacatarina #jornalista #andersonmiranda #noticias #grupom4 #comunicacao #producao #publicidade #tribunadobrasil #tribunadodf #alobrasilia #daquidf #eixonacional #deputadosesenadores #prefeitosevereadores #entendercondominio #folhadodf #informaconcurso #jknoticias #jornaldoentorno #maisaguasclaras #opasquimdobrasil #pautanacional  #consultarimoveis #jornalismo

Nenhum comentário

Obrigado por contribuir com seu comentário! Ficamos felizes por ser nosso leitor! Seja muito bem vindo! Acompanhe sempre as nossas notícias! A equipe Tribuna do Brasil agradece!

Oferecimento Tribuna do Brasil & Agência Brasil