Page Nav

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Destaques:

latest

Classic Header

MUNDO | CHINA - Resolução consolida ainda mais a permanência de XI JINPING como autoridade máxima e comandante supremo do país.

  Resolução aprovada pelo Partido Comunista viabiliza meios para o terceiro mandato de Xi Presidente da China, Xi Jinping, em Pequim / Carlo...

 Resolução aprovada pelo Partido Comunista viabiliza meios para o terceiro mandato de Xi

Presidente da China, Xi Jinping, em Pequim / Carlos Garcia Rawlins – 9.out.2021/Reuters

Atual presidente chinês é apenas o terceiro líder do partido a apresentar 'resolução histórica' – as anteriores, em 1945 e 1981, consolidaram autoridade de Mao Tsé-Tung e Deng Xiaoping

O Partido Comunista da China (PCC) aprovou uma resolução sobre sua história e conquistas, disse à agência de notícias oficial Xinhua nesta quinta-feira (11).

A medida é vista como uma forma de consolidar ainda mais a autoridade do presidente Xi Jinping – secretário-geral do PCC desde 2012 e presidente da China desde 2013 – um ano antes dele buscar um terceiro mandato como líder do partido, algo sem precedentes na história do país.

A "resolução histórica" foi apresentada no fechamento da 6ª reunião do pleno do Comitê Central do partido, um grupo de cerca de 370 membros que escolhe seus novos líderes a cada cinco anos – e que está reunido desde segunda-feira (8), a portas fechadas, em Pequim

O comitê central decidiu que a lição a ser tirada da história do partido é permanecer firme em 10 áreas, com a liderança do partido sendo a principal delas, disse a Xinhua. Os outros nove pontos destacados no documento são:

  • Defender a liderança do Partido
  • Colocar o povo em primeiro lugar
  • Avançar na inovação teórica
  • Permanecer independente
  • Seguir o caminho chinês
  • Manter uma visão global
  • Abrir novos caminhos
  • Se defender
  • Promover a frente única e permanecer comprometidos com a auto-reforma

"Esses dez pontos representam uma valiosa experiência prática adquirida em longo prazo e tesouros intelectuais criados através dos esforços conjuntos do Partido e do povo. Todos devemos valorizá-los, defendê-los por um longo prazo e continuar a enriquecê-los e desenvolvê-los na prática na nova era", disse o Comitê Central.

Resolução histórica

Foi apenas a terceira "resolução histórica​​desde a fundação do partido, em 1921. As duas anteriores, em 1945 e 1981, tiveram o efeito de consolidar a autoridade de Mao Tsé-Tung e Deng Xiaoping, respectivamente, que lideraram o partido até suas mortes.

Xi é amplamente considerado o líder mais poderoso da China desde Mao.

De acordo com a resolução do PCC, "o camarada Xi Jinping demonstrou grande iniciativa histórica, tremenda coragem política e um poderoso senso de missão".

Avaliações temáticas

A íntegra do documento, divulgada pela Xinhua e publicada também pelo jornal estatal Global Times, traz ainda uma série de avaliações sobre os avanços do partido, divididas em 12 temas:

  • Autogovernança completa e rigorosa
  • Economia
  • Reforma e abertura
  • Trabalho político
  • Avanço de forma abrangente da governança baseada na lei
  • Avanço cultural
  • Desenvolvimento cultural
  • Desenvolvimento social
  • Avanço eco ambiental
  • Defesa nacional e Forças Armadas
  • Segurança nacional
  • Defesa da política de "Um País, Dois Sistemas" e promoção da reunificação nacional
  • Política externa

Sobre a economia, o PCC considera que o desenvolvimento nessa área tornou-se mais equilibrado, coordenado e sustentável.

"A força econômica, a influência científica e tecnológica e a força nacional da China alcançaram novos patamares. Nossa economia está agora em um caminho de desenvolvimento de alta qualidade que é mais eficiente, equitativo, sustentável e seguro", diz o texto.

Já na área do desenvolvimento social, o PCC diz que a vida das pessoas "melhorou em todos os aspectos". "Continuamos a desenvolver uma atmosfera sólida na qual as pessoas são capazes de viver e trabalhar em paz e contentamento, e a estabilidade social e a ordem prevalecem."

Quanto à defesa nacional e as forças armadas, a avaliação é de que os militares estão "em preparação para a próxima fase" e que as capacidades de defesa do país "cresceram em sintonia com a força econômica".

Outro aspecto importante ressaltado pela resolução diz respeito à política de "um país, dois sistemas" – modelo adotado desde 1997, com a devolução de Hong Kong, que permite que a China se mantenha socialista, enquanto a ilha tem um sistema capitalista com alto grau de autonomia.

O texto defende ainda "o princípio de uma China e o Consenso de 1992", no qual a parte continental e Taiwan fazem parte de um único território chinês.

"Nos opomos firmemente às atividades separatistas que buscam a 'independência de Taiwan'. Nos opomos firmemente à interferência estrangeira. Temos mantido a iniciativa e a capacidade de conduzir as relações entre os dois lados do Estreito."

FONTE: CNN BRASIL |  EDIÇÃO: REDAÇÃO GRUPO M4

UMA MARCA DO GRUPO   PRODUÇÕES COMUNICAÇÃO E MÍDIA

*CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK, SIGA-NOS NO INSTAGRAM E TWITTER, COMPARTILHE AS NOSSAS PUBLICAÇÕES*

*Instagram* - https://www.instagram.com/tribunadobrasil/

*Facebook* - https://web.facebook.com/tribunadobrasil.tbr/

*Twitter* - https://twitter.com/tribunabrasilBR

*e-Mail*: grupoM4.contato@gmail.com

#brasil #brasilia #riodejaneiro #saopaulo #ceara #bahia #minasgerais #riograndedosul #riograndedonorte #santacatarina #jornalista #andersonmiranda #noticias #grupom4 #comunicacao #producao #publicidade #tribunadobrasil #tribunadodf #alobrasilia #daquidf #eixonacional #deputadosesenadores #prefeitosevereadores #entendercondominio #folhadodf #informaconcurso #jknoticias #jornaldoentorno #maisaguasclaras #opasquimdobrasil #pautanacional  #consultarimoveis #jornalismo 

 

Nenhum comentário

Obrigado por contribuir com seu comentário! Ficamos felizes por ser nosso leitor! Seja muito bem vindo! Acompanhe sempre as nossas notícias! A equipe Tribuna do Brasil agradece!