Page Nav

Grid

GRID_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}


 

Destaques:

latest

Classic Header

DISTRITO FEDERAL | CLDF - Delmasso protocola representação para investigar material escolar inadequado apresentado a crianças da rede pública do DF

Material viola direitos das crianças ao tratar sobre relacionamentos amorosos em idade pré-escolar Foto: Rogério Lopes. O vice-presidente da...



Material viola direitos das crianças ao tratar sobre relacionamentos amorosos em idade pré-escolar

Foto: Rogério Lopes.

O vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Delmasso (Republicanos), protocolou representação junto à Procuradoria Geral do Distrito Federal para investigar a distribuição de material escolar inadequado — recebido em seu gabinete-, para crianças da educação pública.

O material se trata de um livro que conta a história de um menino chamado Lino, personificado como um garoto malvado. Ele empurra Luana na lama — personagem do livro-, mas após isso o material mostra que Lino conquista a garota, com os dois no centro da página e um coração no meio. Os dois personagens aparentam a idade de 5 a 6 anos. As ilustrações estão em um livro distribuído para crianças em idade pré-escolar na rede pública do DF.

"Os direitos garantidos na Constituição Federal destinados à criança existem, também, para preservar a inocência e pureza, sobretudo quando se trata de crianças com idade pré-escolar, uma vez que não estão preparadas emocional, psicológica e fisicamente para namorar", afirma o deputado.

Delmasso também recebeu em seu gabinete, junto ao material impresso, um vídeo que explica o método de alfabetização que deve ser utilizado pelas escolas de ensino público, que representa um modelo retrógrado, além de ser contra o que estabelece a Base Nacional Comum Curricular do Ministério da Educação.

A representação, que é um instrumento para acionar o Ministério Público acerca de possível violação legal, foi protocolada por Delmasso e tem como objetivo promover as ações adequadas de investigação e judicialização para que o material seja retirado imediatamente das escolas de ensino público do Distrito Federal.

Nenhum comentário

Obrigado por contribuir com seu comentário! Ficamos felizes por ser nosso leitor! Seja muito bem vindo! Acompanhe sempre as nossas notícias! A equipe Tribuna do Brasil agradece!